Muda sua vida...hoje!

Lisboa Counselling
3. LisboaCounselling – Avançar Pelo Lado Positivo

Presentation35

 

Quando mudas o teu chip para o modo positivo, a tua vida muda radicalmente. Os problemas continuam a existir, mas o impacto que têm sobre ti é menor e a tua capacidade de lidar com eles para os resolver, é maior. Para além disso, tornando-te mais eficaz em lidar com situações difíceis, vais evitar ou impedir que aconteçam muitos dos potenciais problemas.

 

Escolher o positivo

Positivo ou negativo não é aquilo que te acontece, mas o que escolhes. Quando passas a vida a queixar-te ou a criticar e maldizer, estás a fazer uma escolha, negativa e destrutiva, que pode não ser consciente mas que tem os seus efeitos tóxicos. Quando focas no negativo, na gravidade dos problemas, tens menos capacidade para lidar com eles. Por outro lado, quando começas a encher o teu “écran” mental com o positivo, sobra menos espaço para o negativo.

Esta atitude positiva afeta todas as áreas do teu ser. O teu pensamento começa a ter mais facilidade em identificar os aspetos positivos, influenciando as tuas emoções e diminuindo a tendência para o negativo, seja de angústia e tristeza, seja de raiva e falta de paciência, ou qualquer outra emoção negativa. Isso vai influenciar as tuas palavras, que vão ficando menos amargas, azedas ou ressentidas. Obviamente, isto vai afetar os teus relacionamentos, tornando mais fácil e prazerosa a comunicação (afinal, quanto do teu desgaste é provocado por palavras e conversas negativas?). O positivo, implementado nas várias áreas, acaba por ter um efeito dominó; a mudança em cada área, vai impulsionar a mudança nas outras áreas.

 

Aspetos práticos

Podemos pensar em algo tão simples como a reação a um problema. A atitude habitual, na nossa cultura, é ficar a repetir vezes sem conta que aconteceu aquele problema (como se os outros ainda não tivessem reparado!), continuar a referir os detalhes, as acusações, quem teve culpa, num emaranhado de palavras e emoções cada vez mais negativas. A nível familiar, estes comentários azedos podem arrastar-se ao longo de dias ou mesmo ser trazidos à baila de cada vez que aquela pessoa voltar a fazer algo que não agrada aos outros. Talvez a tua seja uma das famílias em que os outros aproveitam cada nova discussão, para te atirar à cara todas as coisas erradas que fizeste, desde o milénio passado…

A nível profissional, por incrível que pareça, acontece a mesma coisa. Grande parte do tempo das reuniões de trabalho é passado a ruminar o problema e o culpado(s), a fazer intermináveis acusações, a levantar a voz (!!!), parecendo esquecer por completo que o foco deveria ser resolver o problema.

Numa abordagem positiva, o foco deve ser, desde o início, “o que podemos fazer”, analisando as opções, os recursos disponíveis, como reduzir o impacto negativo, ou até como aproveitar aquela situação para gerar algo positivo. Isto faz com que se gaste menos tempo em volta do problema, com que se consiga ter mais eficácia em o resolver e com que os relacionamentos sejam menos prejudicados.

 

Assertividade positiva 

Assertividade normalmente é vista como a capacidade de  “dizer umas coisas”. Numa abordagem positiva, a assertividade não tem que usar aspereza, de todo! Creio que o mais importante em termos de assertividade é usar uma comunicação bem clara e específica; não dizer as coisas apenas de forma que o outro entenda, mas de forma que ele não possa deixar de entender… e sem usar milhões de palavras – quanto mais importante ou crucial é a mensagem que queres passar, menos quantidade de palavras deves usar.

A assertividade positiva é mais ética, mais delicada, focando na mudança e não na acusação. A mensagem acerca do que pode ou não ser feito, deve ser bem específica, em vez de usar expectativas ou assunções de que o outro deve saber o que tu pensas ou queres. Mesmo que aches que ele sabe o que é suposto, diz; muitos erros e conflitos surgem por mal entendidos e não por falta de vontade.

A assertividade positiva também é feita “à medida” da situação. Umas vezes precisa de ser mais frontal, outras mais subtil, conforme a necessidade ou o que for mais eficaz, em vez de tratar tudo da mesma maneira bruta.

 

No LisboaCounselling aprendemos a identificar um caminho positivo onde parece que ele não existe.

Seja qual for a situação em que te encontras, há um caminho positivo também para ti. Escolhê-lo, está nas tuas mãos. O LisboaCounselling pode ajudar-te nesse percurso.

 

Deixa-nós uma resposta...

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

* *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>