Muda sua vida...hoje!

Lisboa Counselling
3. Pensamento Positivo – Temperamento vs Escolha Consciente

Há uma grande tendência para pensar que cada pessoa “é mesmo assim”. Mas será?

 

É verdade que cada pessoa tem o seu temperamento. Mas eu creio que isso não significa incapacidade de mudar. Senão, seríamos simples autómatos e estaríamos ao nível dos animais.

Slide1

 

Temperamento e pensamento

O nosso temperamento, as nossas tendências em termos de comportamento e atitudes, afectam também a nossa forma de pensar. Há pessoas que são naturalmente positivas, optimistas, despreocupadas, para quem parece que a vida está sempre a sorrir. E há outras que vivem num modo de preocupação constante, mas não por terem mais ou mais graves problemas do que as outras.

Isto mostra que as nossas tendências de temperamento são reais. Mas não temos que as seguir cegamente.

 

Artificial e falso?

Quando eu falo em mudar atitudes e hábitos, isso pode soar a artificial ou falso. Afinal, tentar ser o que não somos, parece uma forma de impostura. Eu concordo, sem dúvida, se o objectivo for “fingir” que se é algo diferente da realidade, para enganar outros, manipular ou com outros fins pouco éticos.

Mas podes desenvolver uma mudança interior, de dentro para fora, criando uma nova forma de ver e lidar com as situações. Aí, a mudança exterior não é uma falsidade, mas o resultado da mudança operada dentro de ti.

 

Perda de identidade?

Ao mudares deixas de ser quem és? Tornas-te outra pessoa? Um estranho?

A mudança a que me refiro não tem a ver com a tua identidade, o teu “eu”, mas com os aspectos mais funcionais, como atitudes e forma de pensar.

A tua identidade tem muitos factores. Então, podes intencionalmente desenvolver os mais positivos e ignorar ou restringir aqueles que são tropeços e reduzem a tua qualidade de vida.

 

Escolhas

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, não tens que viver ao sabor dos acontecimentos e controlado por eles. Não tens que permitir que os problemas apaguem da tua mente todas as coisas boas que tens. Eu concordo que devemos ser realistas. Mas isso significa ver os vários lados – os negativos e também os positivos. Significa ver a realidade toda e não apenas os temas tóxicos.

Alguns novos clientes meus dizem-me que não têm nada de positivo, que já não se lembram de ter algo positivo ou agradável na vida deles. Mas à medida que vão aprendendo a olhar para o lado positivo, vão começando a identificar algumas coisas (pequenas coisas) que são boas e que podem ser usadas como ferramentas para começar a fazer um percurso diferente, de escolhas conscientes e de reconstrução de bem-estar.

 

Não tens que viver esmagado por pensamentos destrutivos, preocupações, memórias dolorosas. Não tens que continuar a permitir que a tua mente seja uma incubadora de ansiedade, stress ou depressão (que só irão aumentar ainda mais os problemas que tens). Podes escolher uma forma mais positiva e eficaz de reagir perante as situações difíceis.

 

A capacidade de escolha é uma característica dos seres humanos. Não tens que abrir mão dela.

Deixa-nós uma resposta...

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

* *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>