Muda sua vida...hoje!

Lisboa Counselling
1.Desordens Alimentares — Anorexia

Anorexia não existe só naquelas jovens esqueléticas e com um aspecto sinistro. Mesmo jovens com um aspecto “elegante” e agradável podem estar amarradas a esse vício, principalmente tendo em conta os critérios de “elegância” que hoje em dia vigoram.

imgres

Como começa?

Na maior parte dos casos, esta situação começa com um inocente desejo de ser mais elegante. Normalmente começa durante a adolescência, embora possa começar muito mais cedo (o caso de anorexia mais jovem com que já trabalhei, tinha 7 anos; apesar da tenra idade, já tinha todos os sinais e atitudes da anorexia).

Estas jovens começam a achar que estão  gordas e começam a tentar reduzir o que comem, com a intenção de perder peso.

Muitas vezes a anorexia está ligada a dificuldade em gerir os estados emocionais e/ou a uma auto-imagem negativa e deturpada.

 

Como funciona?

Anorexia dá muito “trabalho”! Estas jovens passam o tempo a inventar esquemas para que a família não perceba que elas não estão a comer. Em casa dizem que vão tomar o pequeno almoço na escola e na escola dizem que já comeram em casa. Inventam estratégias para deitar fora a comida do prato, chegam à mesa mais tarde, levantam-se para fazer um telefonema (levando o prato com elas), etc. Criam toda uma rede de esquemas e estratégias para que ninguém perceba que elas praticamente deixaram de comer… e quase sempre são bem sucedidas  nesse engano. O facto de isso normalmente acontecer numa idade em que elas estão a ficar mais altas leva a que a família não fique muito alarmada com o seu emagrecimento.

 

É uma doença?

Anorexia não é uma doença. É um vício, em que a pessoa cria aquele padrão de alimentação e já não o consegue alterar por si própria. Com o agravamento da situação, podem começar a surgir algumas alterações a nível do corpo (por exemplo deixar de ter menstruação).

 

Consequências

Normalmente há uma progressiva perda de noção da realidade. Elas continuam a ver-se gordas mesmo quando estão obviamente esqueléticas. Os esquemas que criam para não serem descobertas, as mentiras constantes, também acabam por levar a que se vão afastando de relações mais próximas, tanto com a família como com amigas.

 

Riscos e problemas

Quando não é trabalhada e ultrapassada, a anorexia provoca um enfraquecimento progressivo que pode levar à morte. O corpo, devido ao estado de desnutrição, deixa de ter a capacidade de suportar os alimentos, podendo ser necessário recorrer a hospitalização.

 

Como é que a família pode ajudar?

Como acontece com qualquer outro vício, o permitir / pactuar, acaba por agravar o problema. Embora a jovem tente garantir que está a comer o suficiente, que não há nenhum problema, que está tudo sob controlo, a família precisa de ter a coragem suficiente para não se deixar enganar. Anorexia é uma situação grave e não deve ser menosprezada.

Numa fase inicial, em que o vício ainda não esteja instalado, a família pode tentar “sabotar” as estratégias dela para se esconder, por exemplo tentando comer na companhia dela e verificar que ela realmente come o que tem no prato.

 

Como obter ajuda?

Quando começar a suspeitar ou perceber que a sua jovem está  com esse problema, pode partilhar isso com o médico de família. Ele estará preparado para ajudar a perceber se as suas suspeitas se confirmam ou não.

Em relação ao “tratamento” há várias abordagens. Counselling trabalha de preferência com a jovem que tem o problema, se ela estiver disposta a aceitar ajuda. Também trabalha com a família, ajudando-a a desenvolver as competências necessárias para lidar com uma jovem que tem este problema, quer a jovem em questão aceite ajuda quer não.

 

 

Deixa-nós uma resposta...

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

* *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>