Muda sua vida...hoje!

Lisboa Counselling
3.Desordens Alimentares — Compulsão Alimentar / Binge Eating

imgres-1

 

 

 

 

Um vício é algo que rouba a tua liberdade e capacidade de escolha.

 

 

 

Diferente de bulimia

Binge eating pode parecer, à primeira vista, bastante semelhante à bulimia. Também neste caso há episódios de ingestão descontrolada de enormes quantidades de comida.  Mas aqui não há o hábito de vomitar, pelo que estas pessoas desenvolvem problemas de obesidade, por vezes graves e com outras complicações associadas. Também ao contrário da bulimia, a compulsão alimentar não é discreta nem passa despercebida. Estas pessoas podem ter vontade de ser elegantes mas não se esforçam por isso. Outra diferença é que neste caso a ingestão exagerada de comida é mais ou menos constante, enquanto que no caso da bulimia pode ser mais ocasional.

 

Consolo

Para a maioria das pessoas, comer é algo agradável e até mesmo uma forma de consolo. Quantas vezes não decides comer alguma coisa específica, não porque estejas com fome mas porque te sentes um pouco em baixo? Isso é uma atitude natural em muitas pessoas e aparentemente inofensiva, mas que pode tornar-se um escape a que ela recorre sempre que surge um contratempo ou as suas emoções estão mais desconfortáveis — já não um factor de “alívio” mas algo que a amarra e que vai intensificando essa prisão.

Para além disso a comida, mesmo que em enorme quantidade, não vai eliminar o vazio interior. Pelo contrário, vai criar outros problemas.

 

Um estigma

Binge eating não é facilmente identificado como um vício ou mesmo um problema. Com o tempo vai aumentando a dualidade entre o prazer de estar a comer e o desagrado em relação ao peso e aspecto corporal. Embora o número de obesos esteja a aumentar muito, isso não os torna mais “naturais” ou “aceitáveis”. Muitas destas pessoas sofrem uma grande pressão social por causa do seu aspecto físico. Particularmente nas escolas, entre as crianças e adolescentes, os obesos são discriminados e frequentemente vítimas de bullying ou outras formas de abuso. Esta pressão, isolamento ou simplesmente a noção de ser “diferente”, pode acabar por se manifestar em insucesso escolar, que normalmente é “resolvido” através de explicações, sem se tentar perceber o que o está a provocar e, dessa forma, criando um outro “vício” — o de ter explicações, ano após ano, como se isso fosse uma das opções normais de ser estudante.

 

Que áreas precisam de ser “tratadas”?

É bastante frequente, quando começo a trabalhar com um novo cliente, ouvir um comentário do género “já tentei tudo e não consegui resolver o problema”. Esse fracasso em resolver uma situação, normalmente é o resultado de se focar toda a energia em resolver a “manifestação” do problema. No caso da compulsão alimentar, se a pessoa apenas tentar deixar de comer tanto, é pouco provável que consiga alguma mudança positiva.

Em Counselling não usamos o conceito de “tirar” mas de “substituir”. Ou seja, se queremos eliminar um mau hábito, não podemos deixar esse espaço vazio, pois o hábito voltará a instalar-se ou aparecerá outro pior. É importante fazer um trabalho de reconstrução e criação de outros focos de interesse, que ajudem a reduzir o poder do vício. Para além disso, o trabalho de deixar o vício tem que ser planeado, passo a passo, desenvolvendo estratégias adaptadas à situação / pessoa em questão (em Counselling, a abordagem é sempre construída e moldada a cada pessoa, não se recorrendo a fórmulas ou programas pré-definidos para cada tipo de problema).

Como já referi, um vício influencia e é influenciado por outras áreas, como as emoções, atitudes, relacionamentos, performance, etc. Para se poder ultrapassar o problema e manter a nova situação, essas outras áreas tem que ser abordadas e trabalhadas.

 

Compulsão alimentar é apenas um dos aspectos de um problema muito mais abrangente. Para ser resolvido com eficácia, precisa de haver um treino que aborde as várias áreas afectadas. Por isso Counselling usa uma abordagem holística, vendo o ser humano como um todo e tocando todas as áreas em que isso é necessário.

 

Counselling é o treino personalizado que te ajuda a mudar a tua vida… mesmo quando isso não parece possível.

 

 

Deixa-nós uma resposta...

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

* *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>