Muda sua vida...hoje!

Lisboa Counselling
4.Medos — Podem Ser Ultrapassados!

Quem tem um medo irracional e incontrolável ou uma fobia, quase sempre acredita que não é possível ultrapassar essa situação. Mas há uma saída! É um percurso, um treino, mas que te capacita a libertares-te completamente dessas amarras.

Slide1

 

Várias “frentes” em simultâneo  

Muitas pessoas duvidam porque já tentaram várias abordagens, sem resultado. O problema mais comum que eu encontro em relação a estas pessoas, é que tentaram usar uma estratégia. Esta dificuldade vê-se não só em casos de medos ou fobias, mas em muitos outros problemas emocionais ou mentais. Quando é uma situação complicada, dificilmente será resolvida apenas através do uso de uma estratégia.

Counselling, sendo uma abordagem holística, vê o ser humano como um todo, tocando todas as áreas que for necessário para conseguir ultrapassar um problema. Quando há uma situação difícil e, mais ainda, se for uma situação antiga, já muito cristalizada e ligada a todo um conjunto de crenças e atitudes negativas, é fundamental avançarmos em várias “frentes” de forma a reduzirmos o poder do problema e aumentarmos a força interior e capacidade do nosso cliente, até o problema ser completamente ultrapassado.

Vamos ver algumas das áreas que precisam de ser trabalhadas.

 

Dessensibilização progressiva 

Esta é uma técnica usada também por algumas abordagens da psicoterapia. É um trabalho passo a passo, em que o cliente aprende a enfrentar situações pouco ameaçadoras, procurando diminuir o medo que sente. As situações a enfrentar serão cada vez mais difíceis, tendo como objectivo que o cliente venha a conseguir estar perante a própria situação que lhe causava medo, sem entrar em crise.

 

Fortalecimento emocional 

Para lidar com uma situação difícil, é vital que a pessoa esteja em “boa forma”. Então, em simultâneo com estratégias para reduzir o medo, é preciso trabalhar o fortalecimento dos “músculos emocionais”. Isto vai ajudar a pessoa a desenvolver uma maior estabilidade emocional, aumentando a sua capacidade de ver e sentir o positivo e, por outro lado, reduzindo a sensibilidade às emoções negativas, como o medo, a angústia, a ansiedade, entre outras.

 

Baixar o metabolismo 

Tal como a ansiedade, os medos precisam de um determinado “terreno” para poderem existir. Uma das características desse estado, é uma aceleração do ritmo interior — do ritmo respiratório e cardíaco, da pressão arterial, etc. Quanto maior o medo, mais acelera o metabolismo e quanto mais este acelera, mais descontrolada é a reação ao medo. Este processo de aceleração reduz drasticamente a capacidade de raciocínio e leva as pessoas a terem reações completamente irracionais.

Então, para conseguir continuar a raciocinar e a funcionar normalmente, é indispensável aprender a baixar o metabolismo, a reduzir o ritmo interior do corpo e da mente, aumentando a capacidade de gerir tanto as emoções como as reações físicas e os comportamentos.

 

Mudança de foco

A substituição de pensamento, que engloba todo o tipo de áreas e de ramificações, é talvez um dos exercícios  mais conhecidos pelas pessoas que já passaram por um processo de Counselling. Ele representa um percurso, em que a pessoa desenvolve a capacidade não só de controlar a sua mente mas também de conhecer aquilo que a povoa, aspectos que na sua maioria são  inconscientes, mas que afectam profundamente a sua vida.

Em relação a emoções negativas, como é o caso dos medos e fobias, é treinada a capacidade de a pessoa decidir onde quer colocar o seu foco, a sua concentração. Uma vez que o medo irracional e negativo acontece ao nível do pensamento e é alimentado por ele, ao conseguirmos decidir o foco do nosso pensamento, podemos colocá-lo fora do alcance do medo (nos artigos anteriores desta série, abordei a diferença entre medo normal e saudável e estes medos que escravizam quem os tem).

 

Se vives uma situação de medos, por mais fortes ou embaraçosos que eles sejam, não precisas de continuar assim. Sair do medo é possível!

O LisboaCounselling existe para te ajudar a deixares os teus medos.

 

 

Deixa-nós uma resposta...

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

* *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>