Muda sua vida...hoje!

Lisboa Counselling
2.Memória — Dificuldades e Prejudicadores

Teia

A qualidade e funcionalidade da tua memória é determinada por vários factores. Estes são normalmente usados e geridos de forma inconsciente. Mas, se tomares consciência dos efeitos, positivos ou negativos, que cada factor tem sobre a tua memória, podes geri-los de forma intencional e com muito maior proveito.

Stress, ansiedade e preocupação

Estes são dos factores que têm efeitos mais negativos sobre as nossas capacidades mentais. Isso é agravado pelo facto de eles serem características de “longo curso”, que actuam na pessoa a tempo inteiro, provocando um enorme desgaste mental e emocional. Eles funcionam como um estilo de vida e, com o passar do tempo, até deixam de precisar de uma causa já alguma vez te sentiste extremamente ansioso/a ou stressado/a (talvez até com um enorme aperto no peito) sem perceberes porquê?

Emoções negativas

As emoções negativas, sejam “frias” como a depressão e a angústia, ou “quentes” como a ira e a raiva, usam parte do espaço e da energia que deveria estar à disposição da memória. Elas afectam não só a nossa capacidade de armazenamento da informação mas também a de sintetizar e trabalhar esses dados. Para tomarmos decisões ou planearmos formas de agir, precisamos de ter a informação necessária acessível e funcional. As emoções negativas, funcionando como uma carga, um peso em cima de ti, reduzem a destreza mental necessária para esse tipo de tarefas.

Excesso de informação

Os antigos pensadores e sábios pareciam ter um grande volume de informação guardada nas suas mentes. Então, podes perguntar-te, porque é que hoje não temos tanta capacidade como eles pareciam ter? Um dos problemas é o tipo de informação. Os dados que hoje colocamos na nossa mente, não são informação passiva, estática, mas temas activos que estão em constante mudança e actualização, que mexem com opinião, emoções, divergências, etc. Esta informação “em movimento”, ainda acrescida de uma carga emocional, representa um peso na memória muito maior do que simplesmente armazenar dados.

Excesso de opções

É bom termos várias opções e estarmos conscientes delas. No entanto, essas opções têm que ser avaliadas e geridas e isso implica ir “limpando” aquelas que não interessam ou não são possíveis. É comum eu ouvir alguém falar de opções que tem para uma determinada situação, afirmando que uma dessas opções é completamente inviável, ou não lhe interessa, mas continuando a falar dela e a analisá-la lado a lado com as outras. Provavelmente, percebes que no computador não funciona muito bem este hábito, de manter todos os separadores abertos. Às tantas a rapidez de funcionamento dele começa mesmo a ficar reduzida. Na nossa mente, o processo é muito semelhante. Neste caso, seria muito mais eficaz eliminar (da mente, das palavras, da análise) as opções que vais percebendo que não te interessam ou não são viáveis se não vais usar essas opções, não vale a pena continuares a pensar nelas.

Má gestão do processo de pensamento

Outro factor que afecta não só a memória mas a facilidade e eficácia em lidar com decisões e planeamento, é o uso desorganizado do espaço e capacidades mentais. Muitas pessoas permitem que os pensamentos, informação, opiniões, etc, funcionem na sua mente de forma atabalhoada e sem qualquer organização. Este misturar de diferentes temas e assuntos, de aspectos relevantes com outros que não têm qualquer importância, não permite um funcionamento eficaz da memória e dos restantes processos mentais.

Da mesma maneira, quando estás a tentar processar vários assuntos diferentes, sem tentares arrumá-los ou organizá-los, acabas por provocar um desgaste excessivo e desnecessário na tua mente.

O desgaste excessivo, levado ao extremo, pode gerar uma situação de burnout, muitas vezes deixando sequelas.

Deixa-nós uma resposta...

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

* *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>