Muda sua vida...hoje!

Lisboa Counselling
Stress

O curso Reduzir o Stress pretende ajudar os participantes a perceber melhor a dinâmica do stress e a planear e implementar estratégias práticas e objectivas para não ser completamente dirigido por ele.

Ontem eu estava a falar com um professor que faz questão de não gritar com os alunos. E ele dizia que, se começa a irritar-se ou a levantar a voz, está “perdido”. Fica quase impossível deixar de “se passar” depois de ter começado.

Em alguns ambientes, essa atitude de fazer tudo à força ou aos berros, está de tal maneira implementada, que parece que essa é a forma normal de lidar com as situações. Poderá ser a forma comum nesses locais, mas isso não a torna correcta.

Um dos primeiros problemas que precisamos de abordar, é a nossa atitude pessoal de que, naquela situação, só podemos agir daquela maneira. A forma errada nunca é a única opção. Por vezes, precisamos de muita criatividade para conseguirmos lidar com situações impossíveis de forma mais adequada. Em algumas situações que não estamos a conseguir controlar, talvez precisemos de procurar alguma formação extra nessa área.

Seja qual for o ambiente, é possível nós mudarmos a nossa atitude e, assim, começar também a influenciar esse ambiente de forma mais positiva.

A minha filha começou agora a dar aulas em AECs, numa escola muito difícil de um bairro social. Ao fim da 1ª semana de aulas, uma das alunas do 1º ano perguntou-lhe se ela não consegue gritar. Obviamente, a miúda nunca tinha visto professores que não gritassem com os alunos (e desconhecia em absoluto a existência de tais seres que conseguem dar uma aula ou resolver um problema sem gritar!).

Podes estar a pensar “Mas eu não sou assim. Não tenho esse dom.” Mas a Joana também não é assim (podes crer!). Esta atitude nela é o resultado de vários anos de formação para/ e trabalho com crianças de risco. É o começar por perceber que o que aqueles miúdos precisam não é de mais uma pessoa que os vá maltratar; e aprender estratégias eficazes para resolver os problemas sem se estar a passar com as pessoas ou situações.

O trabalho que precisas de fazer, em relação ao teu stress, não é mudares a situação, as circunstâncias ou as atitudes dos outros. As outras pessoas também estão stressadas e não querem que tu as mudes! Para além disso, há situações causadoras de stress que não dá para mudar. É possível lidares com elas sem permitires que te escravizem e controlem? Certamente! Mas a área em que precisas de trabalhar é em ti próprio, na tua forma de agir, de pensar, de sentir; na tua forma de lidar com a situação. É a partir daí que podes começar a mudar a tua realidade de vida.

E todo esse trabalho de planeamento e implementação de uma forma mais eficaz de lidar com o stress, tem que ser feito antes de estarmos perante a situação que nos “tira do sério”.

Se tens essa dificuldade em relação ao stress, certamente já perdeste a cabeça muitas vezes. Mas estás sempre a tempo de iniciar um novo percurso, uma nova forma de lidar com isso. Esse é um investimento não só na melhoria dos relacionamentos mas também em termos de saúde física. Muitos dos problemas que se passam com o nosso corpo, são provocados pelo nosso stress.

Desafio-te a escreveres uma lista de coisas que te provocam stress ou de problemas de saúde que te possam ser causados por stress (gastrite, enxaquecas, hipertensão, etc.). O que é que vais fazer em relação a isso? Quanto empenho e perseverança estás disposto a investir para mudar essa situação?

Podes ver mais informações sobre o curso em

http://insideout-change.blogspot.com

http://www.facebook.com/pages/Oeiras-Portugal/Filomena-Santos-Conselheira-Clinica/158601310843161

Deixa-nós uma resposta...

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

* *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>