Muda sua vida...hoje!

Lisboa Counselling
2.Terapia de Casal – Falta de Comunicação vs. Problemas Graves

 

Uma forte dor de cabeça pode ser uma enxaqueca ou um tumor maligno. É fundamental perceberes a gravidade do problema para poderes lidar com ele de forma eficaz.

imgres

 

Análise em Counselling

Counselling não faz análise da mesma forma que as abordagens tradicionais da psicoterapia, no sentido de procurar a causa do problema, a sua raiz, possíveis traumas de infância, etc. O nosso foco não é a compreensão exaustiva do problema, mas o alívio da situação e a resolução desse problema.

No entanto, em Counselling também usamos algumas áreas de análise: a análise do processo (perceber o que está melhor, o que já conseguiu mudar e como conseguiu isso), a avaliação da gravidade da situação, planeamento de riscos, etc.

 

Como já referi no artigo anterior, uma situação com um péssimo aspecto inicial não implica que seja um problema grave. A falta de habilidade na comunicação, por exemplo, pode levar a grande sofrimento e mesmo a ruptura, apesar de não ser, de todo, um problema “grave”.

 

Problemas de comunicação
Num relacionamento, a comunicação tem um papel crucial. É fácil desenvolver hábitos de comunicação extremamente tóxicos que acabam por corroer o relacionamento. A tendência para maledicência, pessimismo e críticas constantes cria um ambiente desgastante e negativo, onde é difícil ver aspectos positivos seja no que for. Acusações e o vício de colocar palavras na boca do outro, leva a um ambiente de estar constantemente à defesa ou ao ataque, como se fossem adversários que têm que se digladiar para sobreviver e não parceiros de uma mesma equipa. Da mesma forma, a transferência de culpa e a recusa em assumir qualquer responsabilidade pelas suas atitudes, não permite o desenvolvimento de diálogo saudável e de uma comunicação de igual para igual. O protagonismo e o vício de “contar histórias”, demorando uma hora a contar algo que lhe aconteceu em cinco minutos, acaba por levar a uma “comunicação” em formato de monólogo, em que um é o que fala e o outro é suposto concordar ou mostrar-se interessado.

Estes são alguns dos problemas que podemos encontrar a nível de comunicação que, não sendo graves, podem facilmente levar à ruptura de uma relação.

Um outro problema também muito comum, é simplesmente a total falta de comunicação; o não conversarem, não partilharem nada do que pensam ou sentem, não discutirem assuntos importantes para a vida do casal, vivendo quase como dois estranhos e muitas vezes sentindo uma solidão profunda.

 

Situações graves

São completamente diferentes as situações em que há problemas graves e têm que ser abordadas de forma muito diferente.

A situação mais comum é sem dúvida a violência doméstica. Aqui eu não me refiro apenas a violência física, mas a qualquer tipo de abuso e pressão psicológica continuada. Estas situações são muitas vezes confundidas com conflitos e tratadas como tal, podendo este tipo de “ajuda” agravar ainda mais o problema inicial. No meu site podes encontrar informação mais detalhada e alguns artigos que desenvolvem este tema.

Também podem surgir outras situações, como adultério ou outro tipo de engano (a nível financeiro, por exemplo). Estas também são situações graves, que exigem uma abordagem diferente das do parágrafo anterior, mas que são possíveis de trabalhar e resolver.

 

O objectivo deste artigo é ajudar-te a perceber o tipo de situação que estás a viver e o seu nível de gravidade. Se desejas esclarecer melhor esses aspectos, não hesites em nos contactar.

 

No meu próximo artigo vou falar de restauração no relacionamento conjugal. Fica atento!

 

 

Deixa-nós uma resposta...

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

* *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>