Muda sua vida...hoje!

Lisboa Counselling
2.Tipos de Bullying nas Empresas

 

imgres-3

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Bullying é qualquer tipo de comportamento que seja física, mental ou socialmente ameaçador.

 

Esta situação deixa marcas tão profundas na sua vítima, que pode levá-la à depressão ou mesmo ao suicídio.

 

No entanto, este comportamento é muito camuflado, frequentemente tendo uma aparência tão inofensiva ou mesmo positiva que nunca levaria os outros a associar o seu autor a alguma atitude anti-ética.

 

Como detectar bullying na sua empresa?

Apesar de ser um actor perfeito, mestre na camuflagem, o bully “deixa rasto”. Pode ser bastante difícil detectar um bully; o rasto de destruição que ele provoca é mais facilmente percebido. Ou seja, para descobrir se há alguma situação de bullying na sua empresa, não deve tentar identificar o bully, mas sim os sintomas da sua acção maléfica. Entre esses “sintomas” podemos encontrar frequentes situações de baixa (por doença ou depressão), esgotamento nervoso, baixa produtividade, queixas, conflitos, etc.

 

Uma das táticas que muitos bullies usam é inventar mexericos que vão dizendo de forma “confidencial” às várias pessoas envolvidas, incluindo chefias; e quando rebenta o conflito devido à gravidade das “informações” partilhadas, eles retiram-se para o lado, como se não tivessem nada a ver com o assunto, podendo até fingir-se escandalizados com o baixo nível a que a situação chegou.

 

 

Stalking

imgres-2

Este tipo de agressor, normalmente começa por se mostrar muito disponível para apoiar a pessoa que escolheu como alvo. Mas com o tempo, esse “apoio” começa a tornar-se constante e até opressivo. Ele começa a ter atitudes cada vez mais invasivas, embora sempre com o pretexto de “ajudar” ou “proteger”. Como na maioria das outras situações de bullying, esta manipulação e controlo constante, apresenta-se com “roupas bonitas” — o que ele está a fazer é para bem dela ou as atitudes que ele a está a forçar a ter são para o bem de alguém (da própria vítima ou de outros).

Também aqui, um dos grandes factores de poder do bully, são os sentimentos de culpa que ele consegue provocar na vítima, de cada vez que ela pensa “mal” dele ou pensa em se afastar. “Eu sinto-me uma ingrata por me querer afastar de quem só quer o meu bem”, é um comentário que oiço frequentemente.

 

Mobbing

Este termo é usado para uma forma específica de bullying, que pode incluir difamação, insinuações, intimidação, desacreditação da pessoa ou do seu trabalho e isolamento social. Normalmente tem a intenção de forçar a pessoa a afastar-se desse grupo ou local. É muitas vezes usado como uma estratégia para levar uma pessoa a despedir-se do seu emprego (escapando assim o empregador a dar indemnizações por despedimento).

 

Cyberbullying

A tecnologia também é muito usada como ferramenta de agressão. Aqui, o agressor pode usar as redes sociais para difamação da sua vítima ou para a perseguir, mandando mensagens constantes e procurando controlar tudo o que ela faz e onde vai.

 

 

Uma atitude abusiva nunca deveria ser permitida. Não existe justificação para nenhum tipo de abuso, mesmo que pareça “bem intencionado”. Aliás, esta camuflagem de “bom samaritano” é uma das estratégias preferidas (e intencionais) da maioria dos bullies.

 

O LisboaCounselling tem vindo a especializar-se em situações de violência pessoal, como o bullying, trabalhando não só a cura interior e libertação emocional da vítima, mas também a aquisição de competências e o desenvolvimento de estratégias que ajude a vítima de abuso a começar a mudar a sua situação sem, no entanto, correr riscos. Uma situação de abuso é potencialmente perigosa e os riscos devem ser identificados e abordados com sabedoria e cuidado.

imgres-1

 

 

 

 

Se está a viver algumas destas características e quer aprender estratégias para melhorar a sua situação sem correr riscos, contacte-nos!

info@lisboacounselling.com

 

 

No próximo artigo desta série iremos falar acerca de como deve agir, caso esteja a viver uma situação de bullying.

 

Deixa-nós uma resposta...

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

* *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>